Super-Águias em alta velocidade – ANÁLISE TÁTICA DA NIGÉRIA

Por Rafael Maciel

Uma das equipes mais tradicionais da África, alcançou sua 6º participação em Copas do Mundo nas últimas 7 edições (desde 1994, ficou de fora apenas em 2006).

– Primeira Participação: 1994

– Melhor Colocação: 1994, 1998 e 2014 (Oitavas-de-Final)

– Última Participação: 20104

Na Rússia, a Nigéria stará no grupo D, onde disputará uma vaga para as Oitavas-de-Final com as seleções da Argentina, Croácia e Islândia. Tida como a 3º força do grupo, a Nigéria terá que se esforçar muito para conquistar a 2º fase do grupo, principalmente em um disputa direta contra a forte Croácia.

A equipe é treinada pelo técnico Alemão Gernot Rohr (64 anos) desde MAgosto/2016. Em 17 jogos à frente da seleção, Rohr alcançou a marca de 58% (1,76 pontos por jogo), tendo sofrido 5 derrotas (1 derrota à cada 3 jogos).

FORMA

nig 1

A equipe nigeriana fez uma elimnatória tranquila em seu grupo (que tinha Camarões e Argélia, por exemplo) e liderou de ponta a ponta. Em campo, terminou as Elimnatórias de forma invicta, porém acabou perdendo na última rodada pela a escalação irregular de um atleta.

No Campeonato das Nações Africanas de 2018, foram convocados somente jogadores que atuavam em suas ligas domésticas. Neste torneio a equipe chegou à final mas perdeu para a seleção do Marrocos.

Nos amistosos finais de preparação para a Copa, a equipe não venceu, porém também não sofreu grandes derrotas.

PERFIL DOS CONVOCADOS

nig 2

Com o elenco mais jovem desta Copa, a Nigéria apostou muito em uma equipe que pode aproveitar muito essa experiência para participar em um novo ciclo de Copa do Mundo.

Por exemplo, o jogador da equipe que está atuando em maior nível mundial possui apenas 21 anos: Wilfred Ndidi, volante incansável e técnico que atua no Leicester City – ING. Apesar de ter Obi Mikel como camisa 10, capitão e referência técnica, é Ndidi que pode ser considerado o craque da equipe nesta Copa do Mundo.  Além disso, Moses (Chelsa) também pode ser considerado como uma referência técnica de alto nível da equipe.

Outros jovens de destaque da equipe são:

            – Francis Uzoho (Goleiro de 19 anos): o gigante que atua no La Coruña, conquistou a vaga de titular no amistoso diante da Argentina, após o ex-titular (Akpeyi) ter falhado. Nunca mais perdeu a posição e sempre demonstrou boa velocidade e técnica de defesa quando foi exigido.

            – Alex Iwobi (Meia de 22 anos): a joia do Arsenal fez uma boa temporada pela equipe londrina. Foi a temporada em que mais atuou e participou de gols na Inglaterra (3 gols e 7 assistências em 39 jogos). Destro, joga com muita velocidade pela extrema esquerda. Titular incontestável da Nigéria.

            – Kelechi Iheanacho (Atacante de 21 anos): surgiu muito bem no City em 2016, porém suas boas atuações foram se tornando raras e seu espaço no clube foi diminuindo. Foi negociado no início da temporada 2017/2018 pro Leicester City, onde fez uma temporada boa, mesmo sem ser titular absoluto: em 30 jogos, foram 9 gols (0,30 por jogo / 1 gol à cada 161 minutos) e 4 assistências (0,13 por jogo). Reserva de Ighalo na seleção nigeriana.

OLHAR TÁTICO

nig 5

Plataforma Padrão: 4231

Variação Ofensiva: 4321

WhatsApp Image 2018-06-09 at 21.31.55

Modelo: Com um estilo de jogo mais reativo, buscando encaixar contra-ataques em alta velocidade, principalmente pelos corredores, a Nigéria não precisa valorizar a posse para levar perigo ao adversário. Trata-se de uma equipe bastante vertical, mas que não necessariamente explora bolas longas ou ligações diretas para o ataque. A equipe possui em Ndidi e Obi, dois volantes que possuem uma saída de bola qualificada. Porém o passe vertical, que rompe linhas fica sob responsabilidade do capitão, Obi Mikel, que volta para buscar o jogo ou em determinados momentos até se junta aos volantes para formar uma espécie de 4321.

O grande diferencial da equipe, além de ter muita velocidade, consiste no elevado aproveitamento de suas finalizações. A equipe finaliza em média 9,5 por jogo (número moderado), porém acerta 46% das vezes em gol e sua taxa de conversão de gols (total de gols marcados / total de finalizações) é de 21% (muito elevado).

A Nigéria rodou muitos jogadores e o treinador Rohr testou inúmeras variações táticas na preparação para a Copa do Mundo: passando pelo 4-3-3, 4-4-2, 4-4-1-1 e até mesmo um 3-5-2.

DESTAQUES INDIVIDUAIS 

  • ESTRELA:
nig 3
    • Nome: Wilfred Ndidi
    • Idade: 21 anos
    • Clube: Leicester City – ING
    • Posição: Volante
    • Função Principal: 1º volante
    • Funções Secundárias: 2º volante, Box-to-Box
  • Scouts da Temporada:
    • Rating: 7,14
    • Gols/J: 0,03
    • Assist/J: 0,10
    • % Passe: 74%
    • Desarmes/J: 4,1
    • % Desarme: 66%

  • VALE FICAR DE OLHO:

nig 4

    • Nome: Alex Iwobi
    • Idade: 22 anos
    • Clube: Arsenal – ING
    • Posição: Atacante
    • Função Principal: Extrema-Esquerda
    • Funções Secundárias: 2º Atacante
  • Scouts da Temporada:
    • Rating: 6,87
    • Gols/J: 0,08
    • Assist/J: 0,18
    • % Finalização: 47%
    • Dribles/J: 1,7
    • % Drible: 71%

CONCLUSÃO 

nig 6

A Nigéria dificilmente conseguirá uma classificação, uma vez que deverá passar por 2 seleções de muita qualidade (Argentina e Croácia), porém não podemos duvidar das Super Águias, ainda mais por terem uma taxa tão elevada de conversão de gol em suas finalizações.

A equipe será muito exigida defensivamente e essa é uma das fragilidades desta seleção. A equipe possui defensores limitados e o goleiro Uzoho obviamente não está no nível de Enyeama (que fez 2 excelentes Copas do Mundo pela Nigéria em 2010 e 2014). Entretanto, o jovem Uzoho demonstrou ter qualidade e agilidade suficiente para poder surpreender e honrar as atuações de seu antecessor. O grande problema no setor defensivo é a solidez de seu sistema, uma vez que a equipe apresenta dificuldade em manter suas linhas estruturadas e realizar coberturas defensivas.

Apesar das dificuldades e limitações da equipe, a equipe tem condições de terminar em 3º lugar em seu grupo, ficando à frente da Islândia.

@rafaellomaciel

ANÁLISE GOLS

Por Pedro Cardoso Petrachini

 NIGERIAFoto: Ian Kington/AFP

Gols a favor 

A Nigéria passou a ser comandada pelo alemão Gernot Rohr no segundo semestre de 2016. Mesmo com quase dois anos, ele teve apenas 13 jogos à frente da seleção. Entre outras razões, por não ter disputado a Copa Africana em 2017, o que renderia mais alguns jogos para o time.

No ataque, a produção foi de 22 gols, representando média de 1,69. Interessante frisar que apenas na reta final de preparação o time enfrentou rivais de outros continentes, além do africano. E a resposta foi até positiva, com 4 gols sobre a Argentina, por exemplo.

A forma mais recorrente de tentos da equipe foi a partir de contra-ataques: 4 ao todo (18%). Vale ressaltar que em apenas 2 dos 13 duelos a Nigéria não foi às redes. O artilheiro do ciclo comandado por Rohr foi Kelechi Iheanacho, atacante do Leicester, com passagem também pelo Manchester City. Ele fez 6 gols.

Gols contra  

A defesa nigeriana mostrou eficiência nos duelos contra rivais de continente, mas ficou um pouco abaixo em amistosos contra outros adversários. Em 10 jogos contra adversários africanos, foram 7 tentos (0,7). Nos 3 restantes (Argentina, Polônia e Sérvia), foram 4, subindo a média para 1,33. Somando tudo, chegamos a 11 gols em 13 partidas (0,84).

Há um equilíbrio entre a forma como saem os gols. Tanto é assim que os 2 gols de pênalti lideram a estatística. Tentos com construções pelos lados, pelo meio, chutes de longe, rebotes após cortes de cruzamentos para a área também aparecem.

Um aspecto interessante, e positivo para a Nigéria. Nenhuma bola parada, sejam escanteios, faltas laterais ou até laterais jogados na área, vazou a defesa africana. Eficiência semelhante aparece para evitar os contra-ataques: apenas 1 gol rival (7%) saiu neste tipo de lance.

@PedroPetrachini

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s