QUEM CONTRA-ATACA PRIMEIRO? Análise tática de Sport 1 x 1 Corinthians

Por Lucas Daniel de Melo

 

Sport enfrentou o Corinthians na Arena Pernambuco no Domingo, 20 de Março pela 6º Rodada do Brasileirão e empatou em 1 x 1. No Leão tece a estreia de Rafael Marques e as ausências de Marlone e Fellipe Bastos, que por serem emprestados pelo Timão, não poderiam jogar.  Já Corinthians entrou poupando cinco titulares.

 sport 1O Sport entrou em campo com uma formação diferente das partidas anteriores além de contar com a estreia de Rafael Marques. Imagem feita via Tactical Pad.

As duas equipes com propostas bastante parecidas de jogo, jogar no contra-ataque, marcação atrás da linha da bola, linhas baixas e pouca pressão na saída de bola do adversário. Os times pouco propuseram quanto tinham que tomar a iniciativa do ataque, faltava criatividade.

Longe de comparações com a Seleção Brasileira de 58, o Sport se armava para atacar no 4-2-4, com bastante troca de posições dos homens ofensivos, pouca participação ofensiva dos volantes e apenas um lateral apoiando por vez. Desta forma o Sport atacava com 4 ou 5 atletas.

sport 2Time atacando com os 4 jogadores de frente e apenas o Sander apoiando pela esquerda.

sport 3Inversão dos 4 jogadores de frente e novamente apenas o Sander procurando apoiar.

Sem ficarem fixos, os quatro jogadores mais ofensivos do Sport procuravam jogar próximos e sempre trocando de posição, tanto entre interno e externo, como lados opostos. Dessa forma os defensores do Corinthians sempre marcavam alguém diferente, pois faziam abrir espaços na defesa corinthiana. Foram raros os momentos em que os volantes se apresentavam no ataque, os mapas de calor de Neto Mouro e Anselmo comprovam esse posicionamento.

sport 4Mapas de calor dos jogadores do Sport, via WhoScored.

No primeiro tempo, novamente com menos posse de bola (41%), 2 chances claras de gol e 5 finalizações o Sport foi para o intervalo com o 0x0 no placar. No segundo tempo logo aos 9min, em cobrança de escanteio de Mateus Vital, Roger abre o placar de cabeça. Dos 8 gols sofridos pelos Sport, 5 foram de cruzamento. Atrás do placar pela 3ª vez no Brasileiro, o técnico Claudinei decidiu mudar a estrutura do jogo colocando Carlos Henrique no lugar do Everton Felipe.

 sport 5Claudinei reorganiza os homens de frente, agora com um centroavante.

Embora a ideia do técnico rubro-negro fosse manter um atacante mais dentro da área, o gol de empate do Sport, que sai a apenas 4 minutos da alteração e 8 minutos do primeiro gol da partida, acontece justamente numa jogada em que o Carlos Henrique sai da área e cai pelo lado direito, tabelando com o Rogério e recebendo novamente dentro da área.

sport 6Gol do Sport após jogada de Carlos Henrique.

Próximo do fim de jogo Claudinei fez mais duas alterações promovendo as estreias de Deivid (Neto Moura) e Michel Bastos (Rogério). Ambos foram os que mais procuraram jogo pelo lado do Sport, porém ambas as equipes pareciam satisfeitas o placar do jogo. Próxima rodada o Leão encara o Palmeiras no Allianz Parque, 26/05.

Bom futebol a todos!

#aprendemosjuntos

Comente! Deixe seu feedback!

@Sport_4linhas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s