TAISON E FRED – UMA ANÁLISE SOBRE O MOTIVOS DE SUAS CONVOCAÇÕES

Por Rafael Maciel

 

A lista de convocados de Tite para a Seleção Brasileira foi amplamente consolidada com a maior parte do público, porém 2 indagações foram frequentes:

  • Por que Taison e não Luan?
  • Por que Fred e não Arthur?

Como sabemos, existem diversos critérios e sistemáticas utilizados por treinadores, para auxiliá-los na tomada de decisão diante de uma convocação.

Para este artigo, sugerimos a utilização de 4 aspectos, conforme abaixo:

  • Momento: se jogador vive um bom momento de ascensão ou consolidação. Recomendado analisar o contexto das atuações, níveis dos adversários e desempenho em jogos decisivos;
  • Histórico: apesar de não estar vivendo seu auge, o jogador possui boa experiência nos serviços prestados;
  • Conduta/Confiança do Treinador: se enquadra para aqueles jogadores que possuem um perfil que pode agregar no plantel. Jogadores experientes, comprometidos, disciplinados ou líderes, são exemplos de jogadores convocados principalmente por sua conduta;
  • Modelo de Jogo: em casos especiais, existem jogadores que estão mais adaptados à um estilo e modelo de jogo do que outros. Este fator se torna um dos mais preponderantes, principalmente para escolher entre atletas com níveis de atuação semelhantes. Seguindo o critério do Modelo de Jogo, o treinador sempre deverá escolher o jogador com as características mais adequadas ao seu modelo.

 

Como não faço parte da Comissão Técnica da Seleção, não sei exatamente os motivos exatos da escolha da dupla Taison-Fred em detrimento dos gremistas Luan-Arthur, mas esse texto irá levantar algumas suposições de fatores que podem ter pesado nesta decisão.

Indiscutivelmente Luan e Arthur estão entre os jogadores com melhor nível de atuação no cenário brasileiro, porém Taison e Fred tiveram uma excelente temporada europeia, com destaque nos títulos nacionais do Shaktar e na boa campanha da equipe na Champions League.

  1. PERFIL:

 fred 1

TAISON:

Nas últimas temporadas, Taison vem vivendo sua melhor fase no Shaktar, inclusive foi nomeado o capitão da equipe do técnico Paulo Fonseca.

Mais maduro taticamente, Taison exerce um papel primordial na criação ofensiva da equipe, deixando o terço-final à cargo de Facundo Ferreyra e Marlos.

Preferencialmente, costuma atuar partindo do corredor esquerdo para o meio, tendo liberdade para flutuar em todas as zonas do campo, além de poder atuar perfeitamente por dentro.

Taison possui velocidade (com e sem bola), vitória pessoal, boa finalização á longa distância e visão para realizar passes de ruptura no terço-final.

FRED:

Talvez tenha sido o grande nome da equipe ucraniana nesta temporada (ao lado de Taison e Marlos), Fred é o responsável por organizar a fase defensiva e iniciar as construções ofensivas da equipe.

Com muita mobilidade sem bola, agilidade e técnica com bola, Fred é um volante jovem e altamente cobiçado no cenário Europeu. Acostumado à jogos decisivos, colecionou atuações de luxo na Champions League desta edição (diante de Napoli, City e Roma).

Fred atua como segundo volante, no 4231 do Shaktar, ao lado de Stepanenko. O volante brasileiro baixa para auxiliar na saída da defesa e apoia na construção por dentro, no campo de ataque.

  1. ANÁLISE TÁTICA TÉCNICA:fred 2

Fred está bem adaptado para poder tanto a função do Casemiro (1º Volante) quanto a função do Paulinho (2º Volante), mesmo tendo características diferentes:

  • Em relação à Casemiro, Fred possui menos combate físico e bola aérea, mas ganha em mobilidade e qualidade nas distribuições;
  • Em relação à Paulinho, Fred acaba pisando menos na área ofensiva, porém aumentando a capacidade de criação e armação de jogadas, pois Fred possui boa qualidade para distribuir passes-chaves e inverter bolas;

Taison pode ser uma peça chave no banco de Tite, pois pode jogar em diversas funções do meio para frente, atuando aberto ou mais por dentro, partindo do meio ou como realmente um segundo atacante pela beirada:

  • Atuando aberto na esquerda, Taison poderá ser o substituto do craque Neymar, fazendo a diagonal porém com menor vitória pessoal e poder de decisão, porém Taison pode entregar muito mais recomposição e intensidade sem bola;
  • Aberto na direita, Taison pode aumentar a velocidade nas transições pelo corredor, chegando mais à linha de fundo;
  • Em última hipótese, Taison poderá atuar por dentro, para fazer flutuações nos corredores e sobreposições;

fred 3

 

fred 4

Vídeos das principais características do Taison e Fred!

 

  1. CONCLUSÃO:

Este artigo buscou reunir dados que corroboram com a decisão do técnico Tite, analisando principalmente sob a ótica dos jogadores convocados (Fred e Taison).

Comparando o desempenho da dupla do Shaktar frente à dupla gremista, percebemos resultados semelhantes nos aspectos analisados, porém os fatores Histórico, Conduta/Confiança do Treinador e Modelo foram preponderantes para a decisão.

Abaixo elaboramos um modelo subjetivo, que busca comparar o desempenho dos jogadores:

fred 5

@rafaellomaciel

Um comentário sobre “TAISON E FRED – UMA ANÁLISE SOBRE O MOTIVOS DE SUAS CONVOCAÇÕES

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s