O EQUILÍBRIO É O PONTO CHAVE – Análise tática de América-MG 1 x 2 Palmeiras pela Copa do Brasil

Por Davi Magalhaes

No Independência, o América recebeu o Palmeiras pelo primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil. Tirando Marquinhos e Aylon que começaram o jogo no banco de reservas, o time titular era basicamente o mesmo.

O América começou o jogo pressionando a saída de bola do Palmeiras, talvez o principal aspecto positivo do time de Enderson Moreira. Como o time começa bem os jogos, agressivo, pressionando a saída de bola adversária, começando a marcação no campo de ataque. Isso tem sido um dos aspcetos positivos da equipe. O objetivo é conseguir marcar o gol antes dos primeiros 15 minutos.

amarica 1América adiantando a marcação para pressionar a saída de bola palmeirense.

O Coelho como em todos os jogos realizou muito bem essa marcação pressão alta, começando a marcação no campo de ataque. Porém o Palmeiras também começou o jogo bem, pois procurava sair jogando pelos lados, usando muito o lado direito, com Marcos Rocha. Foi um início de jogo marcado pelo equilíbrio, com a equipe mineira atuando como gosta, marcando com as linhas altas. Com a bola uma equipe extremamente vertical atacando pelos lados do campo. A equipe paulista se movimentando para sair dessa marcação do América, onde os jogadores se ofereciam como opção de passe e não ficavam parados esperando a bola, se deslocavam para associar, oferecer ao portador da bola opção de passe.

Destaco a movimentação dos extremos palmeirenses (Dudu e Keno), que não ficavam apenas abertos, se movimentavam, procuravam o jogo, se posicionavam entre as linhas de marcação e trocavam de lado.

america 2Na imagem, Dudu e Keno inverteram o posicionamento. Dudu que atua como extremo-esquerdo, está na direita. Keno que atua como extremo-direito, está na esquerda.

Diferente de outros jogos, o time de Enderson Moreira não conseguiu marcar um gol antes dos 15 minutos de jogo. O que fez a equipe recuar suas linhas, começando a marcar a partir do meio de campo.

Após um início de jogo movimentado, a partir dos 20 minutos, o América era mais reativo. Os visitantes tinham mais a bola, mas a intensidade do jogo não diminuiu. O jogo ainda era intenso, com o América vertical com a bola, atacando sempre pelos lados do campo. E a equipe alviverde, procurando triangular pelos lados, com os jogadores mais avançados se movimentando. Assim, conseguiram criar uma grande oportunidade de gol desperdiçada por Borja.

Vale destacar a importância dos meio-campistas (Felipe Melo e Bruno Henrique) fundamentais no momento ofensivo. Os dois jogadores jogaram muito bem ontem, são muito importantes na construção do jogo. Sempre se oferecem como opção de passe, Felipe pela esquerda procurava triangular com Diogo e Dudu. Na direita, Bruno se aproximava de Marcos Rocha e Keno para triangular. E, por vezes, recebendo o apoio de Lucas Lima, que também recuava para ajudar os jogadores na construção do jogo. Com 37 minutos, Borja marcou o primeiro gol para a equipe visitante.

Sem a bola, a equipe comandada por Roger Machado marcava em bloco baixo.  O gol sofrido obrigou a equipe mandante a ir mais para cima, ter mais a bola. Ainda que o time tivesse mais posse, não fugiu de suas características, uma equipe muito vertical, agressiva e atacando sempre pelos do campo. Contra o Palmeiras, atacou quase sempre pela direita e com muitos jogadores entrando na área para finalizar.

america 3Triangulação no setor da bola. O América ataca sempre pelos lados do campo. Os laterias sempre vão ao ataque, com a intenção de irem até a linha de fundo cruzar. Na imagem, o lateral esquerdo(Carlinhos) avança e os volantes (Donizete e Christian) são opção de retorno.

Após o gol, o Palmeiras se postou em bloco baixo no 4-4-2 e era agressivo, vertical quando tinha a bola. O América atacava sempre pela direita, através de triangulações para conseguir cruzar a bola para a área. Nos cruzamentos, contava sempre com muitos jogadores, como o lateral esquerdo Carlinhos que também entrava na área quando os cruzamentos vinham da direita.

No primeiro tempo, o América teve 43% de posse de bola, finalizou 11 vezes, 2 ao gol. O Palmeiras teve 57% de posse e finalizou 5 vezes, 3 ao gol.

A segunda etapa começou como a primeira, em um nível muito bom. E com a equipe americana com mais posse, procurando atacar pelos lados, onde criou algumas chances. O Palmeiras não deixava de ter a bola também, sempre girando bem o jogo, com Bruno Henrique atuando muito bem. O meio-campista jogava bem sem e com a bola, fechava bem os espaços, pressionava e com a bola era fundamental na construção do jogo. Sempre se movimentando para se oferecer como opção de passe aos companheiros.

Apesar da boa partida americana, o segundo gol da equipe de Roger veio em um contra-ataque muito bem executado e veloz, onde Keno marcou após passe de Borja.

Com as entradas de Aylon e Marquinhos, o América melhorou, marcou um gol e acabou o jogo pressionando o adversário, mas não conseguiu o empate. A equipe mineira acabou o jogo com 20 finalizações. Ainda que, com pouca qualidade, já que o adversário com metade das finalizações, teve o mesmo número de chutes ao gol ( 5 para cada). Número que mostra como o a partida foi excelente.

A partida do América não foi ruim, o trabalho do Enderson é muito bom! O time é organizado, com um modelo de jogo que extrai o melhor dos jogadores. Um time agressivo, muito rápido, que ataca pelos lados do campo, que com poucos passes consegue a finalização. Sem a bola, começa adiantando a marcação, pressionando a saída de bola adversária e depois marca em bloco baixo, recua suas linhas e nega espaços ao adversário. Ganhou um Palmeiras muito equilibrado, por vezes propositivo e por outras, reativo. Um time que sabe jogar com a bola atráves de aproximações, triangulações e mobilidade ofensiva. E sem a bola se posta em duas linhas de 4, procurando ser letal quando rouba a bola. Sobretudo, uma equipe capaz de se adaptar ao adversário.

Por @magalhaesDavi_ do @PoucaMid_MtFut

 

Anúncios

Um comentário sobre “O EQUILÍBRIO É O PONTO CHAVE – Análise tática de América-MG 1 x 2 Palmeiras pela Copa do Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s