UMA SOLUÇÃO PROBLEMÁTICA – Análise do trabalho de Aguirre no SPFC

Por Pedro Galante

O torcedor são paulino está impaciente com o time, afinal o clube que já chegou a vencer o Campeonato Brasileiro por três vezes consecutivas, não levantou uma taça sequer desde 2012 e vem lutando contra o rebaixamento nos últimos anos. É natural que a torcida cobre o técnico, mas se analisarmos um pouco mais a fundo, veremos que Diego Aguirre é o menor dos culpados da má fase do São Paulo, e além disso, é uma boa alternativa para tirar o clube dessa situação.

Antes de tudo é preciso lembrar que Aguirre chegou a pouco tempo, ainda não completou um mês no comando do clube. Outro ponto a se destacar é que ele não participou da montagem do elenco no início da temporada.

Sua estratégia de jogo mais defensiva, muito criticada pela torcida, é bem coerente com a situação do São Paulo. Na temporada passada, o time passou a maior parte do tempo na parte debaixo da tabela. No início da atual temporada, perdeu Hernanes, o melhor jogador e capitão do elenco. Levando em conta tudo isso, é coerente esperar do time uma campanha de meio de tabela, no máximo. Quem espera títulos nessa temporada ainda não compreendeu que o clube não tem a mesma estrutura de dez anos atrás.

A melhor opção é colocar os pés no chão e evoluir gradualmente. Ficar no meio da tabela este ano, brigar por uma vaga no top 6 no próximo, no ano seguinte focar em alguma copa. E Aguirre é um ótimo nome para comandar essa evolução lenta e gradual, justamente por sua segurança defensiva. Mesmo “mal” o time não perde a seis jogos.

Dada toda essa análise do contexto, fica claro que demitir Aguirre não irá resolver problema algum. Isso não quer dizer que o trabalho do uruguaio tenha sido perfeito, muito pelo contrário, ele tem uma série de deficiências, principalmente no setor ofensivo e na manutenção do placar. São esses pontos que iremos abordar agora.

Como dito no primeiro texto sobre Aguirre https://mwfutebol.com.br/2018/03/12/o-que-esperar-de-aguirre/, é uma característica de suas equipes a intensidade nos minutos iniciais e a manutenção do resultado no restante da partida. Ou seja, a equipe constrói uma vantagem nos primeiros trinta minutos e defende esse placar no restante do jogo, buscando aproveitar erros do adversário para aumentar a vantagem.

A grosso modo, o São Paulo tem seguido essa estratégia. O grande problema é que nesse período inicial de intensidade a equipe não tem conseguido marcar mais de um gol. E quando se defende, não tem aproveitado os espaços deixados para contra-atacar.

A questão de marcar apenas um gol nos períodos de intensidade se deve a dificuldade do time em propor o jogo, mas isso deve melhorar com a evolução do trabalho de Aguirre, a quem interessar, o último texto discutiu mais profundamente sobre a fase e os mecanismos de ataque do São Paulo.

Quanto aos contra-ataques, a dificuldade se dá em função da falta de apoio ao centroavante (Trellez ou Diego Souza). Como Aguirre ordena que seus pontas voltem para defender e acompanhem o lateral adversário até a linha de fundo, é natural que eles não consigam aparecer muito no contra-ataque. Uma solução seria colocar um meia infiltrador para apoiar o centroavante, Diego Souza, Cueva, Lucas Fernandes, ou ao invés de usar um centroavante fixo, colocar um jogador mais móvel para disparar com a bola contra a defesa adversário, é o caso de Brenner.

Aguirre pode ser o comandante dessa volta do São Paulo ao primeiro escalão do futebol atual, mas é preciso corrigir suas pequenas deficiências. Que a torcida entenda a situação do clube e do treinador.

aguirreAguirre durante treino no CT da Barra Funda (Foto: Fernando Dantas/ Gazeta Esportiva)

@pedro17galante

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s