ATUAÇÃO EXCELENTE E TRABALHO NO CAMINHO CERTO – Análise: Londrina 1 x 1 Fortaleza

Por Gêra Lobo

O início de Série B do Fortaleza segue sendo algo bem animador ao torcedor. Mesmo fora de casa, em um estádio difícil de atuar, o Leão fez uma excelente partida, mas não saiu do empate em 1 a 1 com o Londrina. O duelo foi completamente dominado pelo tricolor em todos os setores do campo, sempre com superioridade númerica. O gol sofrido com menos de três minutos não abalou o time cearense, muito pelo contrário, obrigando o Fortaleza a se impor ainda mais no jogo.

O que impressiona bastante é como o time de Rogério Ceni chega de forma compacta ao ataque. Destaque contra o CRB, Jean Patrick já demonstrou ser um meia central com características parecidas a Paulinho, da Seleção Brasileira e do Barcelona. Ele gosta de infiltrar, dar opção na entrada da área, marcar gols, e essa forma compactada a qual o tricolor joga o ajuda bastante, já que ele pode aparecer de forma surpresa a frente.

fort 1Compactação, superioridade númerica e, como sempre, a triangulação envolvendo Bruno Melo (1), Osvaldo (2) e Dodô (3). Sempre com aproximação.

Houve momentos na partida em que o Fortaleza estava tão a vontade no gramado do estádio do Café que todos os dez jogadores de linha participavam do momento ofensivo. O Londrina, completamente encurralado, não conseguia respirar, buscar opções para achar um contra-ataque, exatamente porque o adversário jogava de forma compacta, com uma boa transição defensiva também.

for 2

O que deu para perceber, também, é que o Fortaleza usou e abusou dos cruzamentos, mas, diferente dos jogos do Campeonato Cearense, a equipe soube usar isso nos momentos certos. Foi em uma jogada pelo alto as melhores chances, assim como o gol de Gustavo, especialista no assunto. As mudanças de Rogério Ceni durante o jogo não mudaram muito a forma de jogar do Fortaleza, que, mais do que nunca, buscou atuar pelas laterais. Gustavo sempre buscava alguma situação de bola na área no meio da dupla de zaga adversária.

O mais destacável sobre a partida foi a incansável vontade do Fortaleza em vencer o jogo. O volume de jogo continuou altíssimo em relação aos jogos passados. Além disso, como já dito, a equipe parecia muito estar jogando em casa, pois trocou muitos mais passes que o adversário e com poucos erros no próprio, acertando 84% dos toques. Se não fosse a arbitragem, que anulou um gol legal de Derley, o tricolor ainda poderia estar com 100% de aproveitamento no campeonato.

fort 3Números do jogo, segundo o SofaScore. Fortaleza dominou as ações do duelo

@gerinhalobo_

Anúncios