O OLHAR CRUZEIRENSE DO EMPATE CONTRA O INTERNACIONAL – Análise Tática de Inter 0 x 0 Cruzeiro

Por Davi Magalhaes do Pouca Mídia, Muito Futebol

Pensando no jogo de quarta-feira pela Libertadores, Mano Menezes escalou o time reserva para encarar o Internacional em Porto Alegre. Esse time reserva, contava com alguns nomes conhecidos, com capacidade para serem titulares da equipe, caso de Rafael Sóbis e Robinho.

O time do Cruzeiro começou o jogo procurando controlar os espaços, adotando o modelo de jogo reativo, até por ser uma equipe que não tem entrosamento. Parceia mais lógico entregar a bola para o Inter e tentar encaixar um contra-ataque.

cru 1

Entretanto, essa estratégia não deu muito certo no início do jogo, já que, o Inter pressionava a saída de bola cruzeirense, e encurralava o Cruzeiro em seu próprio campo. A equipe comandada por Mano, só se defendia nos primeiros 20 minutos de jogo, e quando recuperava a bola, procurava esticar a bola para Sóbis, jogador mais adiantado do time. Porém, não deu certo, visto que, o atacante não conseguia segurar a bola no campo de ataque, e o colorado mesmo não finalizando muito, era superior na partida.

cru 2

Com 25 minutos de jogo, o Inter perdeu um pouco da intensidade na marcação no campo do Cruzeiro. Permitindo que o time de Mano tivesse mais a posse de bola e não só se defendesse como acontecia. Quando teve mais a bola, o time celeste conseguiu criar suas primeiras chances de gol. Bruno Silva e Lucas Romero foram importantes na criação do jogo, os volantes se ofereciam como opção de passe aos zagueiros para iniciarem a construção do ataque.

cru 3

Mas foi só durante esses últimos 20 minutos do primeiro tempo que o time mineiro incomodou o Inter com a posse de bola. No segundo tempo, já com Raniel no lugar de David, que saiu lesionado, o time voltou a adotar o modelo de jogo reativo, e mesmo que, o goleiro Rafael ainda não tivesse muito trabalho, o time tinha muita dificuldade de encaixar contra-ataques. Muito pela falta de entrosamento da equipe.

Quando chegava ao ataque era sempre através de Robinho, meia que atua como extremo armador pelo lado direito e que tinha muita liberdade para flutuar pelo campo, jogador com muita qualidade nos passes.

cru 4

Após a entrada de Lucca na equipe colorada, o time cruzeirense viu o adversário controlar o jogo e criar muitas oportunidades de gol, algumas através de bola parada, ponto fraco da equipe mineira, que sofre muitos gols assim. Rafael fez algumas defesas importantes, a partir dos 25 minutos do 2°tempo, a equipe mandante era muito superior ao Cruzeiro, só na segunda etapa, finalizou 14 vezes, 6 dentro da área cruzeirense. Se não se fosse seu ótimo goleiro reserva, a equipe sairia do Sul sem nenhum ponto conquistado.

cru 5

Diante do contexto, e principalmente do volume de jogo que teve o time de Odair na segunda etapa, o Cruzeiro tem que comemorar esse primeiro ponto conquistado no Campeonato Brasileiro. Também foi importante para dar confiança para alguns jogadores, quem fez uma boa partida foi o Lucas Romero, argentino foi importante na marcação, com 4 interceptações, 3 desarmes e 6 duelos vencidos.

@magalhaesDavi_

@poucamid_mtfut

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s