DESEMPENHO BOM, RESULTADO RUIM E INJUSTO – Análise tática Internacional 0 x 0 Cruzeiro – Parte I

Por Luiz Martins

Em mais um jogo pelo Brasileirão, em seus domínios, o Internacional empatou seu jogo, com a equipe do Cruzeiro, pelo placar de 0x0.

O time demonstrou um bom desempenho em relação a ele mesmo, demonstrando aspectos interessantes, na fase em que se encontra, mesmo cometendo erros que há tempos rondam as imediações do Beira-Rio.

O que chamou mais atenção, na parte positiva, foi a pressão na saída de bola (realizada por todo o time em conjunto) e no jogador adversário que possui a bola.
Fechou bem os espaços, impossibilitando a progressão dos jogadores do Cruzeiro, principalmente pelo centro do campo (o famoso funil do Tite), obrigando o adversário a lateralizar suas ações e buscar jogadas de linhas de fundo. Cruzeiro realizou 8 finalizações, sendo todas erradas.

A saída de bola é algo que se mostra melhor a cada jogo, conseguindo chegar ao campo adversário com mais efetividade e tem diminuído gradativamente a troca de passes entre os zagueiros e laterais. O que pesa ainda é a velocidade desta saída, que é lenta além de muitas vezes, quando o time possui a bola, não ocorrem desmarques dos jogadores acima da linha da bola, dificultando que o jogador que recebe a bola dos jogadores da linha defensiva, tenha que carregar a bola em demasia, facilitando a marcação do adversário. Patrick e os laterais (Iago e Fabiano) eram os jogadores que mais buscavam esse desmarque, tendo as principais jogadas de ataque do time iniciando por eles.

Outra questão são os desarmes e interceptações, onde a equipe errou apenas uma de um total de dezenove. Mais um dado que denota o bom jogo defensivo da equipe.

O que fica de negativo da partida, são as dificuldades nas finalizações, mesmo tendo um ótimo volume ofensivo e conseguindo realizar boas jogadas em velocidade, e ótimos chutes de média distância.

O goleiro Rafael, do Cruzeiro, realizou diversas defesas, sendo que 3 foram defesas difíceis em chutes de média distância.

Outra questão negativa é a quantidade alta de cruzamentos realizada pela equipe, muito em função da dificuldade de penetração dentro da área. Este número engloba escanteios e bolas alçadas na área através de faltas e isto é uma leitura a ser feita de forma minuciosa, porque deixa a impressão que a equipe abusou de cruzamentos com bola rolando. Claro que a efetividade e a quantidade destes é algo a ser observado pela comissão técnica, porque este aspecto havia diminuído em relação a jogos anteriores.

Apesar do resultado não ter sido o esperado, pelo desempenho apresentado, o torcedor já pode ver uma equipe diferente do que existia em tempos anteriores.
Sei que a equipe do Cruzeiro possuía muitos desfalques, mas ainda é uma equipe superior a outros adversários enfrentados anteriormente, pelo Inter.

@ojunomartins

Anúncios

Um comentário sobre “DESEMPENHO BOM, RESULTADO RUIM E INJUSTO – Análise tática Internacional 0 x 0 Cruzeiro – Parte I

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s