OS ERROS QUE CUSTARAM A DERROTA DO TIME CEARENSE! Análise tática de Santos 2 x 0 Ceará

 Por Danilo Diniz

 O Ceará entrou em campo, no último sábado, na sua estreia pelo Campeonato Brasileiro da Série A em partida válida contra o Santos. O time alencarino perdeu pelo placar de 2×0 e demonstrou várias falhas defensivas e ofensivas!

Nesta análise destrincharemos os erros do clube alvinegro cearense. São lições que precisam ser estudadas e analisadas! Então venham com a gente, pois aqui nós aprendemos juntos!

A PROPOSTA DE JOGO

O Ceará entrou em campo com a proposta de jogo reativo, de intensidade sem a posse de bola, negação de espaços com bastante pressão e a busca por contra-ataques. Postado no esquema tático 4-1-4-1 o time alencarino compactou suas linhas de jogadores impedindo a criação de espaços para a formação de jogadas do time da baixada santista!

Sabendo das suas fragilidades técnicas em relação ao Santos o Ceará tentou basear as suas ações ofensivas na reação ao adversário: na roubada de bola com aceleração e movimentação com velocidade em direção ao gol. Para isso, era preciso que os jogadores entendessem que a mudança de comportamento teria que ser rápida: time defendendo, recuperando a bola, time atacando.

ceará 1Ceará postado no esquema tático 4-1-4-1

Porém, essa ideia esbarrava na má partida de Wescley, o principal articulador do time, na contusão de Ricardinho, meio campista que antes de ser substituído tentava de forma mais incisiva a criação de jogadas, e na ausência de Richardson, o principal passador do Ceará. Desse modo, o Vozão, como é chamado pelos torcedores cearenses, não conseguia chegar ao último terço do campo demonstrando grande fragilidade ofensiva!

O posicionamento médio dos jogadores alvinegros demonstra como o Ceará não conseguia ter efetividade ofensiva durante a partida. Com o meio de campo congestionado e as linhas de jogadores baixas o Vovô não conseguia fazer a transição entre seu campo de defesa ao campo de ataque.

ceará 2

Essa dificuldade na transição fica clara quando vemos o mapa de calor do centroavante Arthur. O atacante ficou isolado mais à frente em boa parte do jogo tendo que sair da sua área de conforto para buscar as jogadas. Mesmo assim, foi dele a única finalização efetiva da partida que fez o Ceará.

ceará 3Mapa de calor do atacante Arthur Cabral

AS LATERAIS DO CEARÁ

Com o meio campo congestionado, Jair Ventura, técnico do Santos, pediu para seus jogadores explorarem as laterais. Um dos principais problemas na marcação do time cearense está justamente nesse setor. Contra o Santos, no último sábado, isso ficou evidente, pois um gol saiu nas costas de Rafael Carioca, lateral esquerdo, e Pio, lateral direito, marcou gol contra em seu péssimo posicionamento dividindo o mesmo espaço com o goleiro Everson.

Rafael Carioca, substituto do jogador Romário, titular da posição, mexeu na forma de jogo do Ceará. A sua entrada fez com que o Vozão perdesse qualidade na marcação proporcionando falhas de cobertura, recomposição lenta e formação de grandes espaços no campo de defesa.

ceará 4Recomposição lenta de Rafael Carioca formava grandes espaços para o ataque do Santos

Além disso, os mesmos erros cometidos na lateral esquerda foram vistos na lateral direita. O mau posicionamento tático de Pio, lateral direito, e a falta de apoio pelo volante Ernandes, substituto de Richardson, na cobertura da área direita fazia da lateral o principal setor de ataque do Santos.

ceará 5

2° GOL SANTISTA

O segundo gol santista deve ser analisado com detalhes, pois foi a sequência de erros decisivos que culminou na finalização do time alvinegro da baixada Santista.

Luiz Otávio é o melhor zagueiro do time cearense, porém tem pecado em um fundamento básico: o domínio da bola. Foi assim contra o Fortaleza, na primeira partida da final do campeonato cearense, e agora contra o Santos. O seu erro permitiu a roubada de bola pelo atacante Gabriel que entrou livre pelo lado esquerdo alvinegro tendo como opção de ataque o jogador Sasha.

Essa opção de passe se deu pelo motivo de Juninho, volante alvinegro, não ter acompanhado o atacante adversário. Com a saída errada de Everson do gol, Rodrygo, joia da base santista, se antecipou ao zagueiro Valdo e livre cabeceou para o gol aumentando o placar.

ceará 6

ceará 7

Sigo firme acreditando que o elenco conquistará bons resultados ao longo da Série A do Campeonato Brasileiro. A derrota para o Santos, no primeiro jogo da competição, serviu para escancarar as fragilidades do time alvinegro.

Para a próxima partida, contra o São Paulo, o desafio do técnico Marcelo Chamusca será corrigir os erros na transição das jogadas, na falha da cobertura das laterais e buscar novas opções para a ausência dos jogadores lesionados.

Gostou dá analise? Dê seu feedback!

#AprendemosJuntos

@taticasceara

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s