A INFLUÊNCIA DOS SCOUTS COM A CONQUISTA DE PONTOS NO FUTEBOL

Por Rafael Maciel

Não é de hoje que o universo estatístico vem ganhando espaço no futebol juntamente com a Análise de Desempenho, porém ainda existem muitas dúvidas em relação à aplicação dos números no futebol.

Obviamente que os números não representam a verdade absoluta do futebol (uma vez que o jogo é repleto de variáveis: técnicas, táticas, anímicas, físicas, caóticas e de acaso), mas também é verdade que OS NÚMEROS NÃO MENTEM. O segredo da utilização da “estatística” no futebol encontra-se em saber interpretar o que aqueles números realmente querem dizer.

O QUE PRETENDEMOS ANALISAR COM OS NÚMEROS ?

O QUE ESSES NÚMEROS PODEM ESTAR DEMONSTRANDO ?

Um livro que ilustra muito bem isso que estamos falando e praticamente instaurou este tipo de reflexão no mundo, foi “OS NÚMEROS DO JOGO”, dos autores Chris Anderson e David Sally. Neste livro, somos apresentados à uma série de situações em que os números quebram paradigmas históricos do cenário futebolístico, tudo isso baseado em estudos renomados, extremamente confiáveis e tendo como base grandes amostragens.

numeros 1Livro Referência em Estatísticas aplicadas ao Futebol

HOJE ESTAMOS RODEADOS DE DADOS. PORÉM NECESSARIAMENTE OS DADOS NÃO SÃO INFORMAÇÕES. SOMENTE QUANDO ENCONTRAMOS UMA FINALIDADE PARA UM DADO, É QUE PODEMOS CHAMÁ-LO DE INFORMAÇÃO.

“Não é só uma questão de coletar dados. É preciso saber o que fazer com eles.” (Os Números do Jogo)

Veja na íntegra um trecho retirado do livro OS NÚMEROS DO JOGO:

“Há uma forte resistência à estatística na linha de frente do futebol. O emprego dos treinadores está em jogo, e é natural que eles confiem mais na intuição e na experiência”, nos disse Coulson. “Claramente, o papel da estatística não é substituir, mas complementar essa habilidade. No entanto, sendo o futebol dinâmico como é, e como aqueles que o comandam não têm uma formação analítica, dar-lhes confiança nessas medições é um desafio. Hoje em dia, os dados estão disponíveis instantaneamente, e nos próximos cinco a dez anos a questão será aprender o valor de uma análise aprofundada. Acreditamos que haverá um ponto de ruptura quando alguém, agindo com base nos números e apenas neles, conseguir provar que se obtém uma vantagem significativa em utilizá-los, como o que ocorreu no beisebol e no basquete.”

Hoje em dia existem inúmeras empresas de softwares que disponibilizam informações de TODOS os eventos ocorridos em uma partida de futebol (toques na bola, passes, chutes, desarmes, defesas, etc). A era do Big Data chegou no futebol e cada vez mais oceanos de dados são disponibilizados para serem analisados por clubes, analistas de desempenho, jornalistas e até mesmo torcedores, que cada vez mais estão se interessando por este movimento de EVOLUÇÃO DA INTELIGÊNCIA E ANÁLISE DO FUTEBOL.

Cases de exemplos de sucesso no futebol (onde clubes e seleções se utilizam a estratégia de abordagem baseada em fatos e dados) são inúmeros, mas alguns acabaram se destacando na mídia, tais como:

  • SELEÇÃO DA ALEMENHA (2014): Considerada por muitos a seleção que despertou o interesse em massa por este tipo de estudo. Na Copa do Mundo de 2014, falou-se muito no Planejamento e Evolução Tática no Futebol, mas muitos se esquecem que para aquela Copa do Mundo a Alemanha desenvolveu um software personalizado, junto à empresa tecnológica SAP, para analisar o rendimento de seus atletas. Após isso, muitos clubes e seleções passaram à dar mais importância para os softwares de análise no futebol;
  • CORINTHIANS (2015): O clube paulista se destaca muito no seu setor de Análise de Desempenho. A estrutura do setor de inteligência do clube (CIFUT) é referência e possui um corpo técnico muito capacitado. Em 2015, Tite utilizou-se muito do CIFUT para montar o elenco e acompanhar a evolução do rendimento ao longo do ano. Coincidência ou não, o Corinthians acabou se tornando o Campeão Brasileiro de 2015.
  • LEICESTER CITY (2016): Como um clube pequeno, que vive oscilando entre as divisões da Inglaterra, pode ser campeão nacional, vencendo clubes gigantes e milionários? Com muito trabalho e ANÁLISE DE DESEMPENHO. O Leicester investiu pesado no seu setor de inteligência e o utilizou muito bem para a PROSPECÇÃO de atletas com bom rendimento e com um VALOR FINANCEIRO acessível (bem ao estilo Monneyball);

MAS DENTRO DO UNIVERSO DE ANÁLISE DE DESEMPENHO, QUAIS SÃO OS NÚMEROS QUE MAIS IMPACTAM NOS RESULTADOS DE UMA EQUIPE AO LONGO DE UM CAMPEONATO?

Visando a resposta desta questão, elaboramos um estudo de algumas das principais ligas mundiais e analisamos qual dos seguintes índices, possuem maior impacto no resultado da equipe no final do campeonato:

– % Acerto de Passe;

– % Acerto de Cruzamentos;

– % Acerto de Finalizações;

– % Acerto de Desarmes;

– % Acerto de Bolas Aéreas;

– % Acerto de Dribles;

– % Acerto de Defesas ;

– % Média destes índices;

Por exemplo, existe relação entre uma equipe que tem QUALIDADE NAS FINALIZAÇÕES (alto % Acerto de Finalizações) com os melhores colocados no campeonato (com mais pontos conquistados)? Caso exista relação, qual a intensidade? Qual destes índices é mais impactante e possui maior relação?

Vejamos os números desta pesquisa à seguir:

numeros 2

numeros 3

Por exemplo, com estes exemplos, podemos tirar algumas conclusões interessantes (Baseado nos últimos campeonatos):

– Inglaterra é o país que possuí um maior índice médio entre os aspectos analisados (equilíbrio);

– Na Inglaterra também detectamos a maior média de % Passe por clubes analisados (qualidade de passe);

– Na Alemanha, encontramos a maior média de % Cruzamento (qualidade no cruzamento);

– Os Alemães também possuem a melhor média de % Finalização (qualidade dos chutes) e nos % Dribles (qualidade dos dribles);

– No Brasil, temos o melhor aproveitamento de defesas dos goleiros;

– Na Espanha temos o melhor aproveitamento em bolas aéreas;

Mas a real intenção deste trabalho é avaliar, qual destes fatores possui a maior correlação com os pontos conquistados e é isso que veremos agora:

numeros 4

Com estes dados, podemos ter um novo INDICADOR DE DESEMPENHO (Média dos Aproveitamentos de Passe, Cruzamento, Finalização, Desarme, Defesa, Bola Aérea e Drible), onde conforme melhor for seu resultado, maiores serão as suas chances de seu time ir melhor no campeonato. Da mesma forma que ocorre com o % Passe e o % Finalização (mas em uma intensidade um pouco menor).

FONTES DE REFERÊNCIA E INSPIRAÇÕES

  • Livro – Moneyball (Michael Lewis)
  • Livro – Os Números do Jogo (Chris Andersen e David Sally)

@rafaellomaciel

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s