OS ESCANTEIOS COLORADOS – Análise das cobranças do Inter no 1º semestre de 2018.

Por Luiz Doering OBS: Para compreensão total dos conceitos utilizados, sugiro a leitura do primeiro texto sobre os escanteios do Inter, publicado em março, que pode ser lido aqui Quem me acompanha pelo Twitter (@lfmdoering) e pelo MW há mais tempo sabe que me preocupo bastante com as cobranças de escanteio. Porque? Simples. Escanteios são lances recorrentes, no campo de ataque, onde a bola está … Continuar lendo OS ESCANTEIOS COLORADOS – Análise das cobranças do Inter no 1º semestre de 2018.

BOLA NA PEQUENA ÁREA É DO GOLEIRO?

Por Valdir Bardi Crescemos ouvindo que goleiro brasileiro tem dificuldades em sair do gol, pessoalmente acho que temos dificuldades em gerenciamento de espaço, de forma geral, mas o assunto não vem ao caso. Voltemos a falar sobre a bola aérea e acho que é uma dificuldade de todos os goleiros no mundo, um lance de complexidade única, que, como todos os outros, deve ser analisado, … Continuar lendo BOLA NA PEQUENA ÁREA É DO GOLEIRO?

A vitória da superação e aliada à disciplina tática: ANÁLISE TÁTICA DE ALEMANHA 0 X 1 MÉXICO

Por Juliano Rangel e Matheus Eduardo Superação é a palavra que melhor define a atuação da seleção mexicana na vitória sobre a Alemanha por 1 a 0. Entre dilemas e dúvidas, Osorio montou uma equipe que, se não foi completamente sólida, chegou perto disso, sem abrir mão dos ataques rápidos. Esse foi o ponto marcante do El Tri ao longo das Eliminatórias e dos últimos … Continuar lendo A vitória da superação e aliada à disciplina tática: ANÁLISE TÁTICA DE ALEMANHA 0 X 1 MÉXICO

No dia da prova final, o Brasil não faz nem a média: ANÁLISE TÁTICA DE BRASIL 1X1 SUÍÇA.

Por Ícaro Caldas e Rafael Santos O Brasil fez a sua estreia na Copa do Mundo da Rússia e não conseguiu nem fazer à média. Depois de meses de ansiedade dos brasileiros que estavam empolgados com Brasil, um balde de água fria. A seleção brasileira não conseguiu demonstrar o mesmo desempenho que fez nas eliminatórias e nos últimos amistosos (Croácia e Áustria) e decepcionou quase … Continuar lendo No dia da prova final, o Brasil não faz nem a média: ANÁLISE TÁTICA DE BRASIL 1X1 SUÍÇA.

Se faltou futebol, sobrou efetividade: ANÁLISE TÁTICA DE CROÁCIA 2 X 0 NIGÉRIA

Por Lfmdoering Imagem: HNS| CFF A Croácia estreou com vitória na Copa do Mundo da Rússia, mas não conseguiu encantar seus torcedores e não empolgou aqueles que esperavam uma grande atuação por parte da geração de ouro croata. Enquanto analista responsável pela Croácia, confesso que esperava mais dos Vatreni, mas não posso deixar de reconhecer alguns méritos e surpresas geradas pelo confronto com a Nigéria. … Continuar lendo Se faltou futebol, sobrou efetividade: ANÁLISE TÁTICA DE CROÁCIA 2 X 0 NIGÉRIA

Um time castigado por sua displicência ofensiva: ANÁLISE TÁTICA DE PERU 0 x 1 DINAMARCA

Por Caio Alves Christian Cueva, o personagem do jogo (Getty Images). Seria oportunismo da minha parte dizer que o Peru perdeu para ele mesmo, afinal, havia um adversário do outro lado, no qual levou a melhor. Aos resultadistas, no final das contas, pouco importou o bom desempenho peruano na partida, o que é uma pena. Quem procurou ver o jogo de forma mais profunda, notou … Continuar lendo Um time castigado por sua displicência ofensiva: ANÁLISE TÁTICA DE PERU 0 x 1 DINAMARCA

Argentina 1-1 Islândia: No dia em que Messi foi humano

Por Michel Corbacho A Argentina não iniciou a Copa do Mundo do jeito que imaginava, encontrou um adversário com uma proposta de jogo totalmente reativa e teve dificuldades para se infiltrar na defesa da Islândia. Dificuldades para se impor diante de uma seleção organizada, porém abaixo dos padrões táticos da ‘albiceleste’, atuações abaixo do padrão de peças fundamentais e no dia que Lionel Messi não … Continuar lendo Argentina 1-1 Islândia: No dia em que Messi foi humano